Emoção, por favor, retorne!

sábado, 16 de outubro de 2010


 
 


  Saudade da batida acelerada do meu coração. Saudade de sentir minhas mãos frias como cubos de gelo, das pupilas dilatadas, do tremor nas pernas. Saudade da voz embargada na garganta, sem a mínima força para sair. Saudade...
 Preciso de emoção. Preciso de um bom motorista, que pise no acelerador sem medo, que não precise frear, que não se importe, somente siga! Eu quero adrenalina, novas sensações. Estou cansada da monotonia, de uma vida pacata. Não estou nada à vontade aqui, essa não sou eu, definitivamente. Preciso me sentir em uma montanha-russa, cansei de estar nesse carrossel, somente girando, sem conseguir encontrar o pódio de chegada. 


" E algum veneno anti-monotonia... "


1 comentários:

Moni. disse...

Quem não quer as borboletas batendo asas no estômago?

É o que nos faz pulsar,
é o que nos faz querer, mais e mais.

E acontece:
bem na hora certa!

Bom te ler de novo, flor!
Adorei!

P.S.: Tô devendo a leitura do e-mail...amanhã mesmo faço isso!

Beijos!